Conheces o Chá Matcha ?

O que é o Chá Matcha ?

Como quase todos os chás, o chá matcha é obtido a partir da planta Camellia Sinensis, mas a sua produção é muito mais laboriosa do que a de outros chás. Algumas semanas antes da colheita, as folhas da planta são cobertas para evitar que a luz solar as alcance, forçando a planta a produzir mais clorofila para sobreviver. Este facto, para além de intensificar a cor verde característica do chá matcha faz com que sejam produzidos mais aminoácidos. Uma vez colhido o chá, normalmente as folhas mais jovens, as folhas são separadas manualmente dos caules e sujeitas a um banho de vapor, após o qual as veias da folha são também removidas. Finalmente, as folhas são moídas em moinhos de granito obtendo-se assim o pó que conhecemos como chá Matcha.

Esta é a forma tradicionalmente utilizada para obter uma Matcha designada cerimonial ou de primeiríssima qualidade. Mas há diversas variações em todo o processo de produção que diminuem a qualidade do produto final, seja a origem da folha, seja a idade da planta colhida, seja a separação de impurezas, seja o processo de secagem e finalmente o próprio processo de moagem.

Daí podermos encontrar Matcha com preços muito variados e de qualidades muito diferentes.

Se queres saber como comprar o  melhor Matcha, consulta o guia de compra no final do artigo.

Quais são os ingredientes do chá matcha?

O chá Matcha tem dez vezes mais vitaminas, aminoácidos e antioxidantes do que o chá verde convencional. Vamos ver quais são os seus principais componentes:

Catequinas

As catequinas são um poderoso antioxidante que tem múltiplos benefícios para a saúde. As principais propriedades dos catequínicos são:

  • Reduzem o colesterol no sangue, o que se traduz num menor risco de doença coronária ou de acidente vascular cerebral. O colesterol é necessário para que o nosso corpo funcione correctamente, mas é essencial mantê-lo dentro de limites saudáveis.
  • Reduzem a gordura corporal e com ela os problemas derivados de um elevado nível de gordura no corpo, tais como, por exemplo, o risco de contrair diabetes tipo 2.
  • Evitam a cárie dentária devido ao seu efeito antibacteriano. Isto não significa que deves relaxar a tua higiene oral, mas ficas a saber que as catequinas ajudam a manter as bactérias na tua boca à distância. E falando da boca, as catequinas ajudam também a prevenir a halitose.
  • Inibem a tensão arterial elevada, outro problema que causa acidentes cardiovasculares.
  • Tem um efeito anti-hiperglicémico, que previne picos súbitos do açúcar no sangue, resultando numa exérese excessiva do pâncreas para gerar insulina.

Beta-caroteno

Os beta-carotenos são pigmentos que dão a algumas frutas e vegetais uma cor amarela e laranja. Aqui estão alguns dos seus benefícios:

  • São a principal fonte de vitamina A, que promove o crescimento celular e o funcionamento adequado do sistema imunitário.
  • Têm propriedades antioxidantes, ajudando a neutralizar os radicais livres. Isto reduz o risco de doenças cardiovasculares e cancro.

Vitamina B2

A vitamina B2 é também conhecida como riboflavina. Estes são alguns dos seus benefícios:

  • Está envolvida na manutenção de pele e membranas mucosas saudáveis.
  • É importante para a produção de eritrócitos.
  • Ajuda na libertação de energia a partir de proteínas para realizar outros processos biológicos.

Ácido Fólico

O ácido fólico é também conhecido como vitamina B9 ou folato e é uma vitamina necessária para a vida. Faz uma boa parceria com as vitaminas B12 e C para ajudar o nosso corpo a criar novas proteínas. Tal como a vitamina B2, também ajuda na formação de glóbulos vermelhos para evitar a anemia. Embora o ácido fólico deva ser incluído na dieta tanto dos homens como das mulheres, é especialmente importante para as mulheres em idade fértil e a sua presença na gravidez previne malformações no feto.

Vitamina C

Esta vitamina, também conhecida como ácido L-ascórbico, tem propriedades tais como:

  • Contribui para o bom funcionamento do sistema imunitário, promovendo a produção de glóbulos brancos.
  • Mantém a pele e outros tecidos saudáveis, graças ao apoio para a síntese de colagénio.
  • Participa na criação dos glóbulos vermelhos responsáveis pelo transporte de oxigénio no sangue.
  • Ajuda a melhorar a absorção do ferro.

Vitamina E

Tem uma função antioxidante que ajuda a retardar o envelhecimento das células. Protege os tecidos dos danos causados pelos radicais livres. A sua ausência no corpo pode ser grave, afectando principalmente os nervos e músculos.

Flúor

É utilizado principalmente para prevenir a cárie dentária e retardar o crescimento das bactérias que desenvolvem o tártaro nos dentes. No entanto, em combinação com cálcio e vitamina D, ajuda a tratar a osteoporose, solidificando os ossos.

Clorofila

Além de ser a causa da cor verde característica do chá matcha, a clorofila tem numerosas propriedades. A sua estrutura é semelhante à da hemoglobina e uma vez absorvida no nosso corpo é capaz de melhorar a capacidade regenerativa das células, reforçar o sistema imunitário, activar a produção de glóbulos vermelhos, acelerar a cicatrização de feridas e prevenir o cancro, entre outros benefícios. A clorofila também ajuda a manter o metabolismo activo e a prevenir infecções.

Cafeína

A cafeína está presente em bebidas como o café e o chá, mas a quantidade de cafeína no chá matcha é dez vezes superior à de outro chá verde. Por outro lado, a sua libertação é mais gradual do que a do café porque se liga com as catequinas. Isto inibe a libertação de cortisol e reduz assim o stress e o armazenamento de gordura corporal.

L-teanina

Este aminoácido tem propriedades calmantes e relaxantes sem produzir sonolência, aumentando a dopamina e a serotonina. Oferece-nos uma sensação de bem-estar e felicidade também uma maior capacidade de concentração. Vê mais aqui

Vantagens de beber chá matcha

Depois de te falarmos de todas as propriedades dos seus componentes, gostaríamos de elencar os benefícios gerais que podes obter ao beber chá matcha.

Acelera a perda de peso.

Devido à sua acção sobre o metabolismo, o chá matcha consegue aumentar a termogénese, o que se traduz numa maior queima calórica e, portanto, numa maior perda de peso, desde que se tenha um estilo de vida saudável.

Controla o colesterol.

Mantém o colesterol e o açúcar no sangue sob controlo, por isso não há picos de insulina e não há aumento da pressão sanguínea.

Melhora a concentração.

O chá Matcha é o substituto saudável do café devido à sua combinação de cafeína e L-teanina. Embora o seu teor em cafeína seja dez vezes superior ao do chá verde convencional, a L-teanina tem propriedades relaxantes e calmantes, balanceando os efeitos da cafeína. Além disso, a cafeína é lentamente libertada até 8 horas depois da ingestão do matcha o que não só garante uma energia estável e sem picos como evita os efeitos adversos desses picos, que vêm sempre acompanhados de instabilidade, nervosismo, insónia e quebras abruptas de energia.

Desintoxica

O seu conteúdo em fibras alimentares ajuda a aliviar a obstipação e a manter um hábito intestinal regular, enquanto a clorofila ajuda a eliminar toxinas e metais pesados.

Melhora as tuas defesas

As suas vitaminas promovem a criação de glóbulos brancos que irão manter os vírus à distância. Além disso, a sensação de bem-estar produzida pela L-teanina impede-a de gerar cortisol, a hormona do stress que é responsável por enganar o teu sistema imunitário.

Como beber chá matcha e onde o obter

Há todo um ritual associado à preparação tradicional do chá matcha que tem o seu ponto alto na tradicional cerimónia do chá japonês. Este ritual consiste em colocar o pó de matcha numa tigela chamada chawan, sobre a qual se deita água a cerca de 80° enquanto se mistura com um batedor de bambu chamado chasen. Tudo é mexido em movimento ziguezague até ser criada uma mistura homogénea e uma camada de espuma aparecer no topo. Hoje em dia, no entanto, é possível prepará-lo mais rapidamente e sem estes acessórios especiais. Só tens de respeitar a temperatura da água e da mistura, depois podes deixar a tua imaginação correr à solta e adicionar uma bebida vegetal.

Precauções e contra-indicações do chá Matcha

O uso do chá Matcha não é recomendado para pessoas com úlcera gastroduodenal, epilepsia, insónia e doenças cardiovasculares tais como insuficiência cardíaca, coronária insuficiência cardíaca ou arritmia cardíaca. O chá Matcha também não é recomendado para crianças com menos de 12 anos de idade, mulheres grávidas ou durante a  amamentação. Tanto o chá Matcha como o chá verde devem ser evitados em casos de anemia, uma vez que ambas as bebidas tornam difícil a absorção do ferro dos alimentos consumidos na dieta.

Como comprar o Matcha ?

É relativamente fácil obter chá matcha de qualidade. A nossa recomendação é de nos afastarmos daqueles que são extremamente baratos, pois isso significa que não será da qualidade desejada porque provavelmente não é chá 100% matcha ou tem outros aditivos.

GUIA DE COMPRA

Preço: um indicador de qualidade e de origem

O Matcha é um chá com elevados custos de produção. Pode levar meses a produzir apenas 40 gramas de Matcha, desde o cultivo até à colheita e posterior processamento. O preço médio de mercado de um chá Matcha do Japão (o país que cultiva a melhor qualidade de chá Matcha, é superior a 20 euros por 100 gramas de grau cerimonial (a melhor qualidade). E teremos que ter em conta que se for 100% orgânico o custo será superior.

Geralmente, um preço muito baixo (menos de 20 euros por 100 gramas) é um indicativo de má qualidade e muito provavelmente de que esse “matcha” é de origem duvidosa.

A cor: verde profundo em vez de amarelado

O Matcha não contém corantes ou conservantes, a sua cor é completamente natural. Um matcha de má qualidade terá uma cor acastanhada ou amarelada. Quanto mais verde vibrante for o Matcha, melhor. Isto significa que é feito das melhores folhas de chá verde, não contém caules ou veias e tem um nível mais elevado de clorofila e antioxidantes.

O cheiro: com um aroma vegetal suave

As melhores qualidades são caracterizadas por um aroma vegetal, graças ao composto chamado “L-Teanina”, um aminoácido que é preservado à sombra. Os chás que foram cultivados sem terem sido submetidos ao processo de nivelamento perdem largamente estes aminoácidos, uma vez que são convertidos em catequinas quando as folhas são expostas ao sol. Se o cheiro for demasiado forte e pronunciado, ou se cheirar a ranço, significa que a qualidade não é boa.

O toque: fino e delicado

A sensação de uma Matcha de boa qualidade difere no facto de ser extremamente fina (cada grão mede entre 5-10 microns), mais fina que o pó de talco e semelhante à textura da sombra dos olhos.Um Matcha de qualidade inferior conterá partículas maiores e quando o esfregar com os dedos notará que é mais grosseiro ou tem uma textura mais granulosa. Pode também verificá-lo colocando algum matcha numa superfície plana (de preferência uma folha de papel) e espalhando-o com o seu dedo indicador para ver o tamanho do grão.

A origem: com origens no Japão

O Matcha é originário do Japão. Existem duas regiões onde as melhores qualidades de chá verde são cultivadas e colhidas: Nishio (Aichi) e Uji (Kyoto). Recentemente o Matcha começou a ser produzido noutras regiões e países como a China, a fim de abastecer os países ocidentais. Infelizmente, a forma como este Matcha é produzido e processado não é a melhor e tem um sabor, cor, cheiro e sensação muito diferentes dos Matcha Ceremonial.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s